Os programadores mais hábeis conseguem invadir um computador explorando falhas nos softwares que a gente usa. As brechas mais utilizadas são as “portas” abertas pelos programas para receber arquivos. Quase todo software mantém esse tipo de mecanismo – não fosse assim, sua máquina nem teria como se conectar à internet, por exemplo. O que os hackers fazem é criar programas que enganam essas portas, entrando no computador como se fossem arquivos inofensivos.

Mas, depois de terem invadido, esses softwares do mal detonam seu disco rígido. “Ou a máquina trava ou faz tudo que o invasor manda. Ele pode roubar senhas, baixar seus programas e apagar arquivos”, diz a programadora Patrícia Amirabile, da fabricante de antivírus McAffe. Esses programas são conhecidos como “Cavalos de Tróia”: assim como o lendário cavalo de madeira que os gregos deram de presente aos troianos, eles trazem “soldados” dentro, prontos para assumir o controle da máquina que o recebeu.

Se ela for o computador central de um site de comércio eletrônico, por exemplo, o ladrão cibernético pode roubar números de cartão de crédito. Se ela for um servidor de internet, o cidadão não terá dificuldade para desfigurar sites. 

Outro tipo de invasão hacker é aquela que espalha vírus de computador. A diferença é que tais vírus são criados para se auto-reproduzir pela rede, danificando o maior número possível de máquinas, mas sem deixar o invasor controlá-las. O vírus mais agressivo da história, o MyDoom (algo como “minha danação”), espalhou-se por dezenas de milhões de máquinas em 168 países.

Agora que você "sabe" como funciona o "mecanismo" é importante que sempre tome alguns cuidados, para que você não seja a próxima vítima dos hacker:

- Em 1º lugar, você deve proteger seu Servidor ou computador, com senhas difíceis de serem quebradas, as quais devem possuir no mínimo 15 dígitos, intercalando letras maiúsculas, minúsculas, símbolos e números;
- Em 2º lugar, guarde sua senha em local SUPER seguro e NUNCA compartilhe ela com outras pessoas, por maior confiança que possa ter nela;
- Em 3º lugar, evite acessar seu Servidor de computadores públicos ou da casa de amigos, pois existe uma chance gigante de pessoas maldosas recuperarem a senha que você digitou;
- Em 4º lugar, fique sempre atento aos seus arquivos e veja se os mesmo foram utilizados ou modificados recentemente, sem a sua autorização, pois hackers costumam invadir servidores, instalar códigos maliciosos em seus arquivos, para que os mesmos trabalhem roubando dados e informações, sem que você perceba;

Esses são apenas alguns cuidados que você deve tomar e caso você cliente AzureWEB suspeite que seu Servidor possa ter sido invadido, favor comunicar urgente a nossa equipe, para que possamos travar o acesso de qualquer pessoa maldosa rapidamente!



Sexta, Junho 7, 2019

« Voltar